Cias Aéreas

Mercado: Onde estão as promoções para os EUA?

Créditos: Divulgação

Para os ávidos por promoções para os EUA – ainda não é o fim, mas isso pode significar um aumento dos preços para os próximos meses.

Há várias semanas tenho notado que o número de promoções de passagens para os EUA tem caído substancialmente, principalmente se comparado ao mesmo período do ano passado. Mesmo com o dólar ainda em alta, as cias aéreas parecem não ligar muito para o mercado o brasileiro. Foi aí que eu resolvi ir atrás de mais informações – e? – descobri que o problema não está só aqui.

Essa semana é semana de resultados nos EUA. As principais cias americanas precisam divulgar o último balanço (não só as aéreas mas todas como McDonalds, Apple, enfim) e ao que tudo indica, mesmo com a expansão do mercado americano, as cias aéreas tradicionais como United, Delta e American estão amargando em maus resultados.

Depois de anos de uma abundância de lucros, muito devido ao preço do petróleo, as cias aéreas americanas tendem a seguir os passos da Delta Airlines que já notificou seus acionistas sobre a elevação no preço das passagens. Ou seja, vai sair caro pra todo mundo e se vai subir pro americano, imagina pra quem ganha em real. Na matéria da Bloomberg diz o seguinte:

A Delta Air Lines Inc. vai ampliar sua modesta capacidade de crescimento em 1% no quarto trimestre de 2017, segundo o CEO e Presidente da Companhia Ed Bastian que destacou o “pior momento de lucros para a Delta durante os últimos anos”.

Dado o fato que as cias americanas ainda vão continuar expandindo, a opinião mundo afora é que essa expansão seja tímida e turbulenta para os próximos meses. Por muitos anos as cias aéreas americanas conseguiram um crescimento acima da média mesmo durante recessões, elevado preço do petróleo e em meio a fusões.

Mantendo um alvo de crescimento tímido de apenas 1%, a ideia das empresas americanas é limitar seus assentos, diminuir voos e com isso aumentar lucros. Se a tendência da Delta der certo, é muito provável que todas as cias passem a acompanhar essa movimentação certamente.

Segundo a Delta, os ajustes nas tarifas neste primeiro momento serão realizadas apenas para voos dentro de 21 dias da viagem, mas que em breve passara o reajuste para todas as tarifas.

As novas pressões para 2017 focam no preço do petróleo que dobrou dos últimos 8 meses para cá. Dá pra acompanhar aqui pela NASDAQ se você gosta dessa área. Outro problema grande é uma série de negociações pendentes por vários “labor groups” de pilotos que, se aprovadas, devem aumentar significativamente os custos por piloto em 30% a mais, segundo a Bloomberg. Essa movimentação dos pilotos não é apenas da Delta mas empresas como a Southwest já sinalizaram a negociação de reajuste em 29% dos salários.

Fica então a dúvida de como o cenário das passagens será afetado com a divulgação dos balanços. Sem dúvida vem turbulência por aí. Na dúvida, vamos pra Europa. 😂

Mercado: Onde estão as promoções para os EUA?
Comments

Mais Populares

PreparaMala.com. Tudo sobre Primeira classe, Classe Executiva, Milhas, Passagens Aéreas, Hotéis, Viagens de Luxo, Notícias e muito mais.

Popular

Facebook

Copyright © 2016 Proibida reprodução total ou parcial do conteúdo apresentado sob penas da Lei Federal 9610/98.

Topo